Classificação da água



Conheça a classificação da água como Potável e não Potável e os tipos como alcalina, destilada, minerais e termais. Outras informações sobre a água em nosso planeta.

Temos uma variedade de classificação da água, em que cada determinado ponto em que ela se encontra em diferentes formas, sendo doce e salgada; potável e não potável; termais, alcalinas, minerais e destilada. Cada classificação se origina por determinada localização, onde e como ela é constituída entre outros fatores que definam sua classificação e que será detalhado abaixo.

Potável e não Potável

É considerada potável toda a água que se encontra quase totalmente incolor, sem a presença de um aroma, e que é de suma importância para  todo e qualquer ser vivo se tornando indispensável e insubstituível.  Porém a quantidade de água potável disponível para o consumo é bastante restrita, sendo que dos 2,4% existente apenas 0,02% está disponível para o consumo, e todo o restante se encontra congelado ou estão na atmosfera e nas águas subterrâneas.

Água potável é aquela que aparece totalmente incolor e portanto pode ser usada para fins domésticos.

Mesmo a quantidade disponível sendo pouca, temos um problema maior, a poluição, que está cada vez aumento devido ao grande número e uma diversidade de substâncias e resíduos poluentes que são jogados nos mares e rios freqüentemente. Segundo a Equipe Brasil Escola (http://www.brasilescola.com/geografia/agua-potavel.htm) cerca de 50% da população consome água poluída; em todo planeta pelo menos 2,2 milhões de pessoas morrem em decorrência de água contaminada e sem tratamento. Existem muitos planejamentos e projetos que objetivam solucionar esse problema de poluição até 2050.

A classificação da água pode ser alcalina, termais, mineral e destilada.

Termais

As águas termais se diferenciam das outras por possuir em sua formação maior quantidade de calor devido aos locais onde ela se encontra.

As classificações das águas termais provem de que elas iniciam como gotas de chuva que infiltram no solo e passam décadas embaixo da terra, sendo aquecida pela temperatura ambiente, e na profundidade em que se encontra, a água permanece sem receber luz ou ter contato com bactérias e outros microorganismos. No Brasil, os principais aqüíferos termais são encontrados em Araxá (MG), Águas de São Pedro (SP) e Caldas Novas (GO), mas os mais famosos do mundo estão na França, com destaque para Avène, que dá nome a um produto bastante conhecido no país. O Brasil possui ainda alguns parques aquáticos que concentram águas termais, temos como exemplo, o Thermas de Olímpia: http://www.thermasdeolimpia.com.br/?gclid=CLXJvv_3lqwCFRBR7AoddT24RA

Alcalinas

As águas alcalinas são classificadas assim por conter substâncias de bicarbonato de sódio, muito usado para aliviar incômodos estomacais. A água alcalina é classificada assim quando há uma alteração em seu pH, por exemplo, se numa água quimicamente neutra (pH=7) for adicionada pequena quantidade de um ácido fraco seu pH mudará instantaneamente. Numa água com certa alcalinidade a adição de uma pequena quantidade de ácido fraco não provocará a elevação de seu pH, porque os íons presentes irão neutralizar o ácido.

Para melhor esclarecer tomemos como exemplo a água que é colocada em um aquário, o que é comum se usar a de torneira ou em alguns casos a água mineral, porém, quando colocamos essa água no aquário, sua composição química pode ser rapidamente alterada pelo cascalho, pedras ou enfeites que haja dentro desse, é bom saber que a dolomita, o cascalho branco comumente utilizado nos aquários, tende a alcalinizar a água. Já que esses podem ser lentamente dissolvidos, liberando substâncias químicas em quantidades variadas na água, o que tendem a alcalinizar a água.

Minerais

São consideradas minerais todas as águas que possui em sua composição uma elevada quantidade de sais minerais que dão cheiro e sabor e á elas, o que faz com que se diferenciem das outras, normalmente são encontradas em fontes naturais ou em fontes artificialmente produzidas.

A água mineral é bastante usada, mas depende muito de qual seja  sua composição química, pois, quando os sais minerais dissolvidos excederem ao padrão  ideal, elas podem ser indicadas para um determinado uso terapêutico, e se for o caso, elas poderão ter uma forte contra indicação. Segundo o Código de Águas do Brasil (decreto-lei 7.841, de 8/08/45), em seu artigo 1°, águas minerais naturais “são aquelas provenientes de fontes naturais ou de fontes artificialmente captadas que possuam composição química ou propriedades físicas ou físico-químicas distintas das águas comuns, com características que lhes confiram uma ação medicamentosa”. Temos como exemplo claro de água mineral, as que se encontra no comercio, nas garrafinhas ou galões.

Destilada

É denominada água destilada toda aquela que passa pelo processo de destilação, onde a finalidade é de retirar os sais minerais e toda e qualquer substancias existente na água tornando-a pura e ficando constituída apenas por hidrogênio e oxigênio, ressaltando que a água destilada não pode ser bebida.

A água destilada é muito usada em laboratório ou industrialmente, seja como reagente ou como solvente, a água destilada também é encontrada em baterias de automóveis e nos ferros de “engomar” a vapor (por forma a evitar a deposição de calcário).

Fontes úteis:
http://www.uniagua.org.br/
http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Agua/Agua6.php
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/meio-ambiente-agua/tipos-de-agua-2.php
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/meio-ambiente-agua/tipos-de-agua.php
http://www.brasilescola.com/geografia/agua-potavel.htm




Divulgue este artigo:

Deixe uma resposta

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.





educacao.cc // 2011-2013 // Deus seja Louvado