Adjetivo e locução adjetiva. Flexão de grau, número e gênero



O que é adjetivo na língua portuguesa e o que é locução adjetiva em português. Veja ainda como ocorre a flexão do adjetivo em grau, número e gênero. Confira o artigo abaixo.

Adjetivos são palavras importantes do vocabulário de nossa língua. Eles enriquecem os textos e os deixa mais claros e detalhados.

Quando um jovem apaixonado quer descrever sua namorada, escolherá belos adjetivos:

  • Minha namorada, linda e maravilhosa, hoje me rendo aos teus pés.

Como também, se estiver decepcionado e enraivecido usará de adjetivos, já não tão belos:

  • Cruel e maldosa destruíste meu coração com suas palavras!

O adjetivo é uma palavra variável, que qualifica um substantivo, dando-lhe características. Estas podem indicar uma qualidade, um estado, uma aparência, um jeito de ser. Exemplos: boa (qualidade), chuvoso (estado), feio (aparência), moderna (jeito de ser).

Locução adjetiva

As locuções adjetivas são o conjunto de palavras (preposições + substantivos) que tem a mesma função de um adjetivo. Exemplos:

  • Homem sem caráter.
  • Mulher de opinião.

Numa locução adjetiva não pode haver um verbo, somente preposições, do contrário se trataria de uma oração. Por exemplo:

  • Cristina chora porque tem dor de cotovelo. (de cotovelo = locução adjetiva).
  • Cristina chora porque o cotovelo dói.  (cotovelo= substantivo, dói = verbo)

Nem sempre a locução adjetiva corresponde ao adjetivo. Observe:

  • Estou com dor de abdômem
  • Estou com dor abdominal.

dor de abdômem = locução adjetiva, que corresponde ao adjetivo abdominal

Mas, no exemplo a seguir fica diferente:

  • Esta correnteza é de água de chuva.
  • Esta correnteza é de água pluvial.

Não existe o adjetivo “chuvial”, o correto é pluvial.

Alguns exemplos de locuções adjetivas cujos adjetivos correspondentes diferem:

  • de águia: aquilino
  • de aluno: discente
  • de professor: docente
  • de pai: paterno
  • de mãe: materno
  • de vento: eólica
  • de dinheiro: pecuniário
  • de rio: fluvial
  • de gelo: glacial.

Flexão dos adjetivos

Os adjetivos podem ser flexionados em gênero, número e grau e geralmente concordam com os substantivos que o acompanham.

Flexão de gênero

Assumem o feminino ou masculino do substantivo a que está ligado. Por exemplo:

  • Menino americano. Menina americana.

Os adjetivos podem ser classificados em Uniformes ou Biformes.

Uniformes: São os adjetivos que têm uma mesma forma tanto para o masculino quanto para o feminino. Ex:

  • Avaliação difícil.
  • Um caso difícil.

Biformes: São os adjetivos que podem ter duas formas, uma para o masculino e outra para o feminino. Ex:

  • Ator português.
  • Autora portuguesa.
  • Caneta vermelha.
  • Lápis vermelho.

Flexão de número

Os adjetivos simples devem ser flexionados quanto ao número concordando com o substantivo correspondente. Se o substantivo está no singular, o adjetivo permanece no singular. Se o substantivo estiver no plural, o adjetivo também deve estar.

Ex:

  • Novela triste. Novelas tristes.
  • Pessoa ruim. Pessoas ruins.

Com os adjetivos compostos (dois adjetivos), somente o segundo vai para o plural. Ex:

  • Clínica médico-dentária/Clínicas médico-dentárias.
  • menino surdo-mudo/ meninos surdo-mudos.

No entanto, há exceções para alguns adjetivos compostos, os quais vão permanecer invariáveis:

  • Saia azul- marinho/saias azul-marinho
  • Camisa vermelho-sangue/camisas vermelho-sangue

Ficam invariáveis os adjetivos referentes a cores que tem como segundo radical um substantivo. Ex:

  • Papel amarelo-canário/ papéis amarelo-canário.
  • Calça verde-oliva/Calças verde-oliva.
  • Olho verde-abacate/olhos verde-abacate

Flexão de grau

Os adjetivos podem ser flexionados comparando, diminuindo ou acrescentando algo a mais aos substantivos.

Comparativo

De superioridade: É formado pela palavra mais + adjetivo + que, do que. Ex: Fábio é mais inteligente que o irmão.

De igualdade: É formado pela palavra tão + adjetivo + quanto. Ex: Fábio é tão inteligente quanto o irmão.

De inferioridade: É formado pela palavra menos + adjetivo + que, do que. Ex: Fábio é menos inteligente do que o irmão.

Grau superlativo

Pode ser:

Absoluto sintético: Acrescentam-se os sufixos -íssimo, -imo, -rimo. Ex: belíssimo, facílimo, libérrimo.

Absoluto analítico: Coloca-se um advérbio para intensificar o substantivo, como muito, bem, bastante, imensamente.  Ex: a avaliação foi muito boa.

Relativo de superioridade: Coloca-se o artigo a ou o, antes do advérbio de comparativo de superioridade que antecede o adjetivo. Ex: Esta avaliação foi a mais fácil da escola. Este é o aluno mais hábil do colégio.

Relativo de inferioridade: Coloca-se o artigo a, ou o, antes do advérbio de comparativo de inferioridade. Ex: Esta avaliação foi a menos importante de todas.




Divulgue este artigo:

Deixe uma resposta

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.





educacao.cc // 2011-2013 // Deus seja Louvado