Árvores típicas do Brasil na Floresta Atlântica, Amazônica, outras

Pau-brasil, o jequitibá, as quaresmeiras, o jacarandá, o jambo e o jambolão. Essas e outras espécies de árvores constituem a riqueza das florestas brasileiras

» Página Inicial

O Brasil é um dos países que abriga a maior floresta do mundo, por tanto, é possuidor também de inúmeras espécies de árvores típicas que se espalham por todo território brasileiro, em que cada região possui suas árvores nativas, que se caracterizam de acordo com o clima, o solo, a quantidade de chuvas entre outros fatores que contribuem na formação das espécies e na criação de outras novas. As árvores típicas do Brasil são inúmeras e trazem além de muita beleza na paisagem do país, benefícios comerciais e ambientais, que refletem nas sociedades residentes de cada região e até aquelas que utilizam árvores de outras regiões.

O Brasil é um dos países que abriga a maior floresta do mundo, por tanto, é possuidor também de inúmeras espécies de árvores típicas que se espalham por todo território brasileiro

Floresta Atlântica

Apenas na floresta Atlântica existem cerca de mais de 25 mil espécies de plantas sendo possível identificar mais de 50 espécies distintas em uma pequena área, como exemplos mais comuns temos: o pau-brasil, o jequitibá, as quaresmeiras, o jacarandá, o jambo e o jambolão, o xaxim, o palmito, a paineira, a figueira, a caviúna, o angico, a maçaranduba, o ipê-rosa, o jatobá, a imbaúba, o murici, a canela-amarela, o pinheiro-do-paraná, entre outras diversas. Ainda nos sub-bosques encontrados na Floresta Atlântica, existem as árvores de menor porte como as epífitas, gravatás, bromélias, orquídeas, musgos e líquens, samambaias, begônias e lírios de várias espécies.

Nenhum grande ecossistema de floresta tropical sofreu tantas perdas quanto a Mata Atlântica, também conhecida como Mata Atlântica. Abrangendo uma variedade de habitats de florestas tropicais - de florestas secas a florestas úmidas e manguezais costeiros - a Mata Atlântica uma vez se estendia para cima e para baixo no litoral brasileiro e cobria partes do Paraguai, Uruguai e Argentina. Hoje, sobrevive em grande parte em pequenas áreas degradadas e áreas protegidas.

PERFIL DA BIODIVERSIDADE DA MATA ATLÂNTICA  

Apesar de tão pouca floresta sobreviver, a Mata Atlântica permanece incrivelmente rica em biodiversidade e espécies endêmicas, muitas delas ameaçadas de extinção.

Em termos de flora, os pesquisadores catalogaram mais de 23.000 plantas, 40% das quais são endêmicas da Mata Atlântica. A área é especialmente rica em espécies de árvores únicas - cerca de metade das quais são endêmicas. Um levantamento de um único hectare na Bahia encontrou 450 espécies de árvores.

Floresta Amazônica

Maiores florestas do mundo como a Amazônica, Florestas Tropicais Africanas e do Sudeste Asiático

A Floresta Amazônica abriga uma enorme quantidade de espécie de árvores. Nesta floresta há uma classificação em três tipos de matas, sendo: mata de igapó, mata de várzea e mata de terra firme.

Biodiversidade 

Mais de um terço de todas as espécies do mundo vivem na floresta amazônica.É a floresta tropical mais rica do mundo em termos de biodiversidade.

A região abriga cerca de 2,5 milhões de espécies de insetos,dezenas de milhares de espécies de plantas e cerca de 2000 espécies de aves e mamíferos e um número similar de peixes.A diversidade de espécies de plantas é a mais alta da Terra, com alguns especialistas estimando que um quilômetro quadrado pode conter mais de 75.000 tipos de árvores e 150.000 espécies de plantas superiores.

Pantanal

No Pantanal por sua vez, não possui uma vegetação homogênea, sendo comum haver diferenças quanto ao tipo de solo e altitude. As árvores mais comuns são angico, ipê e aroeira, mandacaru, palmeiras, orquídeas, figueiras e aroeiras. Esses últimos são encontrados geralmente em altitudes maiores, o clima árido e seco.

O que posso fazer no Pantanal?

Há muitas coisas para fazer e tudo depende de onde você fica. A maioria das pousadas e fazendas oferece passeios de caiaque, passeios de barco, pesca de piranhas (isca de carne), passeios a cavalo e safáris noturnos.

Um safari de onça pintada no rio Cuiába e seus afluentes pode envolver a observação de uma onça pintada à caça de lagartos ao longo da margem do rio, um jaguar de 130 kg pegando um jacaré ou fotografando um jovem felino descansando em uma árvore enquanto o sol se põe sobre o Pantanal.

Caatinga

A Caatinga brasileira apareceu pela primeira vez na literatura científica internacional com o estudo seminal Flora Brasiliensis, de Karl Friedrich von Martius, em 1817, seguido de várias contribuições sobre as características físicas e florísticas deste ecossistema tropical semi-árido.

O Brasil conta ainda com a Caatinga, com espécies como gramíneas, arbustos e árvores de porte baixo ou médio  com cerca de 3 a 7 metros de altura, além das cactáceas e as bromeliáceas; e com os Campos Sulinos ou também campos do Sul, em que se constitui de  cactos e bromeliáceas, além de inúmeras espécies arbóreas de interesse comercial.

A lista de árvores típicas do Brasil é imensa, aqui citadas algumas típicas de determinas áreas e florestas, no entanto, é possível conhecer outras espécies de árvores, e ainda obter informações importantes sobre cada uma delas, tanto nome científico, como também da família que pertencem e da época de floração delas, por meio dos sites abaixo:

https://www.vivaterra.org.br/arvores_nativas.htm#Topo

https://www.casaecia.arq.br/plantas_nativas.htm

Referências:

https://www.arvoresbrasil.com.br/?pg=bioma_brasil

https://www.ilhagrande.org/Mata-Atlantica/fauna-e-flora.html

https://pt.wikipedia.org/wiki/Vegeta%C3%A7%C3%A3o_do_Brasil

https://pt.wikipedia.org/wiki/Pantanal#Flora


 
Veja também: