História do Ensino a distância no Brasil

Conheça a história da Educação a Distância no Brasil. Os precursores Instituto Monitor, Telecurso, Centro Nacional de Educação a Distância, entre outros.

» Página Inicial

A educação a distância não é nova, embora ela tenha ganhado enorme destaque nos últimos anos, especialmente em função de grande oferta de cursos superiores. Os primeiros registros são de um curso de taquigrafia nos Estados Unidos em 1728 e 1840 na Inglaterra. No Brasil a educação a distância começou timidamente com cursos técnicos, supletivo e outros de formação específica, sempre direcionada ao público adulto e que apresentavam alguma dificuldade para frequentar uma escola formal. Localidades sem muitos recursos, donas de casa e até trabalhadores rurais foram muito beneficiados pela educação a distância.

A quem diz que o ensino a distância surgiu em decorrência da necessidade social de proporcionar a educação aos seguimentos da população não adequadamente servidos pelo sistema tradicional de ensino.No entanto é preferível afirmar que são modalidades de ensino distinto mais que se completam e se pões adequados emcontextos e também distintos.

História da Educação a Distância EAD no Brasil. Instituto Monitor e Universal Brasileiro, Telecurso e outros

Instituto Monitor e Universal Brasileiro

Pra quem não conhece é uma isntituição de ensino a distância,uma das pioneiras do brasil,e que por muito tempo nos anos de 70 e 80,o cidadaão ia na agência dos correios,pegava um panfletinho ,fazia amatricula para o curso que ele queria,em quantas veses ele queria e ia pagando aquilo e recebendo o material em casa.Era uma coisa pioneira e que numa certa acabou virando piada pela pessoa ser formada pelo Instituto Universal Brasileiro.Pois tudo que o profissional fazia de errado eles comentavam que deveria ser do Instituto Universal brasileiro que acabou virando uma piada.Embora formassem bons profissionais ele virou meio que uma piada.

Em 1939, foi criado o Instituto Monitor que pode ser a instituição brasileira mais antiga a oferecer cursos a distância. Alguns anos depois surgir o Instituto Universal Brasileiro que assim como o Instituto Monitor oferecia cursos por correspondência. Dirigido ao público adulto, essas iniciativas foram muito bem sucedidas, prova disso é que mesmo com o avanço e modernização do ensino a distância no Brasil, essas instituições continuam até hoje a operar basicamente usando o mesmo sistema e aparentemente mantendo o sucesso.

Universidade do Ar

Em 1947, o Senac São Paulo, em parceria com o SESC criou a Universidade do Ar, um projeto revolucionário e até certo ponto complexo para o seu tempo. As aulas eram gravadas em disco de vinil e estes eram distribuídos para emissoras de rádio do estado de São Paulo, tanto da capital como do interior. O projeto beneficiou cerca de 91 mil alunos entre os anos de 1947 e 1962, período em que a Universidade do Ar durou.

Telecurso

A partir do telecurso as coisas foram caminhando para os primórdios da educação a distânia que a gente tem hoje.

Na década 1970, as instituições iniciaram novas formas de apresentação do ensino a distância por meio do chamado Teleducação, também conhecido por telecurso, composto de aulas através de satélite e ainda alguns materiais impressos, essa mudança incentivou ainda outros grandes projetos. A Fundação Roberto Marinho, fundação Padre Reus, Projeto Minerva e Projeto SACI , são exemplos.

Centro Nacional de Educação a Distância

Entre as décadas de 80 e 90, houve uma reestruturação processo de Teleducação, então em 1995 foi criado o CEAD – Centro Nacional de Educação a Distância, setor criado pelo Departamento Nacional de Educação cujas diretrizes permanecem até hoje.

Lei de normatização

Em 1996 foi estabelecida a lei nº 9.394/96 que consiste na normatização da educação a distância no Brasil, sendo vista e legalizada como uma modalidade eficaz e igual a todos as outras modalidades e graus de ensino/aprendizagem.

EAD

Em 1999 o Ministério da Educação inicia o processo de organização para credenciamento de instituições de ensino superior para atuar na Educação a Distância, agora já com a sigla EAD. Hoje, são inúmeras as instituições universitárias públicas e privadas credenciadas para operar a Educação a Distância nos cursos de graduação e pós-graduação. Números esses que não incluem aos incontáveis cursos de profissionalização que não necessita de credenciamento, mas são regulamentados pela Abed – Associação Brasileira de Educação a Distância.

Hoje temos graduações,pós garduações e quase tudo que você possa imaginar 100% a distância,então o que define a tua qualidade é você,quem lá nos anos 80 que as veses riam do Instituto Universal Brasileiro,hoje está tirando o atrso dos estudo á distância.

Referências:

https://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u396511.shtml

https://www.proged.ufba.br/ead/EAD%2057-68.pdf

https://www.sp.senac.br/jsp/default.jsp?tab=00002&newsID=a7409.htm&subTab=00200&uf=&local=&testeira=453&l=&template=&unit=ANY


 
Veja também: