Diferença entre economia de mercado e economia planificada

Veja as definições e diferenças entre economia de mercado e economia planificada e entenda como os governos atuam e regulam cada uma delas.

» Página Inicial

A economia é um assunto amplo que envolve vários estudos, o qual faz a sua complexidade e terminologia extensa. Economia de mercado e economia planificada são definições onde usualmente surgem questionamentos e confusão. Cada uma delas mostra um lado diferente e com situações distintas. Veja aqui como entender melhor a diferença entre economia de mercado e economia planificada:

Economia de Mercado

Centrada no liberalismo econômico, este modelo teve a mínima participação e intervenção do estado. Após a década de 1970 este padrão se associou ao neoliberalismo. Modelo centrado no setor terciário, preocupa-se em ampliar o setor de prestação de serviços.

A economia de mercado está presente na maioria das vezes nos países ocidentais. Representa um sistema capitalista e com maior poder econômico. Sua característica é marcante pelo fato do Estado não interferir muito em relações comerciais e industriais. Isso se deve ao grande consumo de produtos industrializados, seja ele de qualquer finalidade ou tipo. Ou seja, o mercado se auto regula e atende as suas necessidades e aos seus beneficiários e clientes. Também resulta no crescimento de maiores números de empresas privadas e de comercialização de serviços e bens. Fábricas, empresas e lojas são privadas, gerando renda á população, cenário onde geralmente o Estado não interfere de forma ativa. Resumindo, quem cuida do mercado em si são os próprios empresários e comerciantes, o Estado tem uma participação nesse mercado, coletando impostos, definindo regras gerais para a economia, especialmente no equilíbrio e na livre competição entre as empresas.

Economia Planificada

Economia planificada é um sistema econômico que protege o controle do Estado sobre a economia. Esse modelo ficou conhecido após sua utilização durante mais de 70 anos na extinta União Soviética.Neste tipo de economia, a maioria das empresas são estatais e o governo com isso toma as decisões. Cuba, Coreia do Norte, Vietnã e Mianmar seguem com a economia planificada. O declínio desse padrão é o alto índice de burocratização desfavorecendo o desenvolvimento e contribuindo com o aumento da corrupção. Outro fator é o fim da URSS e as sanções capitalistas conduzidas pelos Estados Unidos.

A economia planificada está presente em países como China (já não tão assim hoje em dia), Coréia do Norte e Cuba. A economia planificada é quando o Estado interfere nos assuntos comerciais de um país, decidindo assuntos como produção e planificação dessa produção. Por coincidência, esse tipo de economia existe mais em países que são representados por um ditador. Um exemplo: um país com 15 milhões de habitantes, o Estado decide produzir então 15 milhões de celulares. Isso gera pesquisa e muita estatística. Essa é uma das formas de regular o mercado e “moldar” conforme os perfis da sociedade. Com isso, a maioria das empresas instaladas e funcionários são do Estado. Existe também um controle de mercado e de mercadorias que entram a um país ou região. Para que isso aconteça é preciso uma extensa fiscalização da mercadoria.

Podemos então concluir que uma das principais diferenças entre economia de mercado e economia planificada se resume em como está regulada a atividade econômica e produtiva por parte do Estado. Se o Estado toma uma posição  intervencionista pode se tratar de uma economia planificada em quanto se o Estado só controla e coleta impostos a atividade econômica, estaria se referindo a uma economia de mercado, onde o mercado se auto regula.

FONTES:

brasilescola.uol.com.br/geografia/economia-mercado.htm

mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/economia-planificada.htm

mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/economia-mercado.htm

 


 
Veja também: