Diferença entre Tema e Título, Oração Coordenada e Subordinada

O que significa a palavra oração na língua portuguesa e quais as principais diferenças entre tema e título em uma redação e ainda entre oração coordenada e subordinada.

» Página Inicial

Observe o Tema e Título a seguir:

Tema: As sacolas plásticas têm sido usadas como depósito de lixo e isso tem desenfreado problemas ecológicos e debates infinitos na sociedade.

Título: Sacolas plásticas um problema ecológico.

Nas redações, o tema é amplo, e fornece o assunto a ser desenvolvido no texto. O título deve cercear o tema de maneira a deixar a redação mais clara e objetiva. O autor deve entender que o título deve ser retirado do tema, pois do contrário correrá o risco de perder-se na argumentação e sair completamente do assunto que foi proposto. No exemplo acima, a ideia do tema é sobre a questão dos problemas causados pelo uso das sacolas plásticas e o título simplifica a questão, dando uma ideia como a produção do texto deve ser direcionada.

No entanto, poderão surgir temas propostos que não serão muito claros como fragmentos de textos literários, trechos de poesias e músicas, frases filosóficas e outros. Se for este o caso, deve-se procurar interpretar o tema proposto e daí partir para uma ideia central. Por exemplo:

Tema: Há duas épocas na vida, infância e velhice, em que a felicidade está numa caixa de bombons. (Carlos Drummond de Andrade).

Título: A felicidade efêmera da vida

A proposta do tema foi ampla, porém requer interpretação. Ao escolher o título “A felicidade efêmera da vida”, o autor desenvolverá a redação baseada nos momentos felizes da vida, mas que são passageiros.

Diferença entre períodos compostos por orações coordenadas e subordinadas

Um período pode ser constituído por uma só oração. Deste modo, chama-se período simples. Ex: Meu filho não fez lição de casa.

Quando se tem um período com mais orações, diz-se que é um período composto, e pode ser classificado por período composto por coordenação ou subordinação.

Por coordenação, as orações estão juntas no período, ligadas ou não por conjunções, mas são sintaticamente independentes, e cada uma delas dá uma informação. Nas orações subordinadas, há uma oração principal com a informação e as outras a complementam. Os exemplos a seguir esclarecem melhor:

No sítio, a moça ordenhava as vacas, limpava o curral, carregava a água para casa no final do dia.

Existem 3 orações:

Cada uma das orações dá uma informação. Se a isolarmos uma por uma, consegue-se entendê-las perfeitamente. Estão ligadas uma a outra apenas por vírgulas.

Estas orações são coordenadas.

Neste exemplo fica diferente: Mandei as crianças saírem da sala.

Existem duas orações:

Uma frase depende da outra, pois ao ler “mandei as crianças” ficará uma pergunta no ar: mandei o quê? A resposta se dá na segunda oração: saírem da sala. Uma oração precisa da outra para dar entendimento do texto. Uma oração é subordinada a outra.

Mais um exemplo:

Cristiano lembrou-se de que Pedro viria hoje.

Existem duas frases:

“Cristiano lembrou-se de quê?” Necessita de uma resposta, a qual será a oração subordinada “de que Pedro viria hoje”.


 
Veja também: