Diferenças entre Período, frase e oração na gramática.

Saiba o que é e quais as diferenças entre Período, frase e oração na gramática da língua portuguesa. Veja alguns exemplos de cada um deles.

» Página Inicial

Entender a língua portuguesa e as praticas desenvolvidas por ela não são tão complicado como a grande maioria da população acredita, a grande questão é aprender uma coisa por vez e procurar colocar cada uma delas em sua rotina diária para que sempre esteja ativo no desenvolvimento de suas praticas podendo então compreendê-las com maior facilidade e ainda desenvolvê-las com maior eficácia.

A estrutura dos textos em português é formada por período, frase e oração. Embora não seja tão simples identificar cada um deles em muitos textos, as regras abaixo podem ser usadas para identificá-los.

Período

Na gramática portuguesa se entende por período uma frase em que se compõem por uma ou mais orações para que a frase seja compreensível, um período pode ser classificado de duas maneiras, sendo:

-Período Simples: subtende-se por uma frase que é composta por uma única oração em que determina a intenção que está sendo passada exemplo:

As crianças BRINCAM no jardim.

Brinca é a oração contida na frase e que indica o que as crianças estão fazendo no jardim, o que já é o suficiente para esta frase.

-Período Composto: subtende-se por composto algo que é composto por duas ou mais coisas, no caso do período composto não é diferente, em que se refere à frase que se compõem por duas ou mais orações, exemplo:

O ônibus ainda não CHEGOU, mas não DEVE DEMORAR, pois já SÃO sete horas.

Um período pode terminar por ponto final,ponto de interrogação,ponto de exclamação ou reticências.

"Hoje,velha e cansada de amargura."

"Por que não nasci eu um simples vaga-lume?

"Eu olhei-ela subiu,deu duas voltas imortais!"

Frase

A definição de frase é dada por meios das características que a compõe, tendo em mente que frase é toda expressão linguística em que se pode realizar a comunicação sobre o que se quer ser passado, ou seja, é a união de um ou várias palavras que transmite um acontecimento, sentimento etc. Não se pode prender a definição da frase apenas em simplicidade, mas sim em algo que o principal objetivo é o de se comunicar seja de forma clara ou não, exemplo:

Cuidado!

Silêncio!

Diga não as drogas!

Sempre tive cuidado com meus livros.

Alguns exemplos de frases possíveis de se encontrar:

Frases exclamativas: as que possuem exclamação;

Frases imperativas: as que expressam ordens, proibições ou conselhos;

Frases interrogativas: as que transmitem perguntas.

Frases optativas: o emissor expressa um desejo (Ex.: Quero comer picolé.).

Oração

Entende-se por oração na gramática da língua portuguesa a união entre palavras que se organizam por meio de um verbo sendo composto de sujeito e predicado, uma oração não define por meio do sentido que ela tem ou não sem um verbo, pois uma oração é definida por ele, exemplo:

O menino sujou seu uniforme.

O preço da gasolina SUBIU novamente

O preço da gasolina DEVERÁ SUBIR novamente.

Oração principal

É aquela de que depende outra ou outras orações que lhe são subordinadas.

"Embora eu saiba que estás resolvida,em cada esquina cai um pouco a tua vida"

Nesse caso a oração pricipal é "em cada esquina cai um pouco a tua vida",que não exerce nenhuma função sintática nesse período composto por subordinação.As orações "embora eu saiba/que estás resolvida"são subordinadas e têm função sintática em relação a principal.

A oração principal não pode ser iniciada por conectivos subordinativos,e o seu verbo deve estar no indicativo,no imperativo ou no subjuntivo,quando este corresponder ao imperativo.

Informações de: https://pt.wikipedia.org/wiki/Frase

ALMEIDA,NILSON TEIXEIRA DE, in GRAMÁTICA da Língua Portuguesa para CONCURSOS E VESTIBULARES, ENEM, colégios técnicos e militares;9º edição.


 
Veja também: