Numeral e os números cardinais, coletivos, multiplicativos e romanos

Artigo sobre o ramo da matemática com definição do que é numeral e a classificação dos números em cardinais, ordinais, fracionários, entre outros. Leia o artigo.

» Página Inicial

Observe o texto: “Certa tarde, quatro crianças estavam reunidas na sala do jantar, no quarto andar do prédio Bela Vista. Quatro cadeiras, uma mesa e um castiçal faziam parte da mobília. Estamos no XXI, na era da tecnologia e as crianças se comportavam.”

Numeral é a palavra que demonstra a quantidade ou a ordem em que ocupam em uma série. Pode ser: cardinal, ordinal, multiplicativo, fracionário, coletivo, romano e outros.

No texto, as palavras grifadas: quatro, uma, um, XXI, indicam tipos de números.

Os números cardinais e ordinais são flexionados em gênero, plural e singular:

Ex:

Cardinais

Os números Cardinais indicam a quantidade exata dos seres. Ex: dois, cinco, nove, quinze, etc. Estes números  são os mais usados; eles podem variar em gênero(quatrocentos, quatrocentas, novecentos, novecentas)e em número também(milhão, milhões).

Exemplos:

Eu tenho três cachorros na fazenda.

A empresária possui uma coleção de setenta pares de sapatos.

Homero possui doze irmãos.

Ordinais

Os Ordinais indicam a ordem que ocupam em uma série. Ex: Primeiro, segundo, septuagésimo, quinquagésimo, etc.

Eles indicam ordem, posição ou lugar de algo ou de alguma coisa.

Exemplos:

Eu fui o terceiro a chegar aqui.

Meu tio terminou a corrida em trigésimo terceiro lugar.

Sente-se, por favor, na primeira cadeira.

Fracionários

Os Fracionários indicam uma divisão ou fração. Ex: um quarto, três terços, dois quintos, doze avos, entre outros.

Eles  são flexionados em gênero e em número.

Exemplos de numerais fracionários:

Um terço

Três quintos

Uma quinta parte

Duas quartas partes

Exemplos de uso de numerais fracionários:

Já percorremos um quarto da viagem.

Os convidados já comeram dois terços do bolo de chocolate.

Coletivos

Os números coletivos são aqueles que indicam uma quantidade específica de um conjunto de qualquer coisa, seres, objetos, e outros. Podem ser variáveis e invariáveis.

Exemplo: dezenas, milhar, milhares, dúzia, dúzias, par, pares, centena, centenas ...

São numerais que se referem ao conjunto de algo. Não são  flexionados em gênero mas são em número.

Exemplos de numerais coletivos:

Uma dúzia

Uma novena

Exemplos de uso de numerais coletivos:

Minha tia precisa de três dúzias de ovos para fazer o doce.

Já não o vejo há mais de duas décadas.

Apenas faltam dois semestres para meu filho se formar na faculdade.

Numerais coletivos referentes a meses:

Bimestre - conjunto de dois meses

Semestre - conjunto de seis meses

Numerais coletivos referentes a anos:

Biênio - conjunto de dois anos

Triênio - conjunto de três anos

Quinquênio - conjunto de cinco anos

Década - conjunto de dez anos

Século - conjunto de cem anos

Numerais coletivos referentes a quantidades:

Par - conjunto de duas unidades

Trinca - conjunto de três unidades

Quina - conjunto de cinco unidades

Numerais coletivos referentes a versos:

Terceto - conjunto de três versos

Quadra - conjunto de quatro versos

Sextilha conjunto de seis versos

Multiplicativos

Os números Multiplicativos são os que indicam uma quantidade igual a uma multiplicação. Ex. O dobro do número dois é quatro, o triplo é seis e assim por diante.

Estes mesmos numerais indicam um aumento proporcional de quantidade.

2x - dobro

3x - triplo

4xquádruplo

Exemplo com números multiplicativos:

Ele ganha o quintúplo do que eu e mesmo assim continua reclamando.

ROMANOS

Este número de numeração surgiu para tornar identificação mais simples: sua origem é de aproximadamente 2000 anos atrás. A origem dele surgiu, fatalmente do povo Etrusco. Atualmente ele é bem usado em relógios,numera~]ao de capítulos e volumes de livros; para distinguir século, papa, imperador e rei esta numeração também é bastante usada.

Os números Romanos eram os algarismos usados pelos antigos romanos e atualmente são empregados para indicar ano, séculos  e também são para diferenciar outras ordem numéricas nas sentenças,  como também podem ser usados em alguns tipos de relógios. São representados por sete símbolos: I (um), V (cinco), X (dez), L (cinquenta), C (cem), D (500) e M (mil). Para escrever corretamente um número romano deve-se fazer as corretas combinações as quais sempre na ordem decrescente.

Exemplo: 2562 será representado assim: MMDLXII

Os símbolos I,X,C e M não podem ser repetidos mais do que três vezes em seguida.

Exemplo:

Os símbolos V, L e D não podem ser repetidos.

Quando se escreve I, X e C à direita dos símbolos significa que estão representando os números maiores.

Descoberto na época da Roma antiga, os números romanos foram desenvolvidos para simplificar as contas.Assim, os romanos criaram um sistema de numeração com as próprias letras do alfabeto. Eles não identificaram a representação do zero e, por esse motivo, esse sistema de numeração não possui nenhuma letra que o represente.

Fontes:

https://www.todamateria.com.br/numeros-cardinais/

https://www.normaculta.com.br/numerais-ordinais/

https://www.normaculta.com.br/numerais-fracionarios/

https://www.normaculta.com.br/numerais-coletivos/

https://www.normaculta.com.br/numerais-multiplicativos/

https://www.todamateria.com.br/numeros-romanos/

www.estudopratico.com.br/algarismos-romanos-sistema-de-numeracao-e-tabela/

 


 
Veja também: