Termos essenciais da oração: Sujeito e predicado e seus tipos

Conheça os Termos essenciais da oração na língua portuguesa. Sujeito simples, composto, implícito, indeterminado e inexistente. Predicado e seus tipos

» Página Inicial

Sujeito e Predicado são os termos fundamentais de uma oração e formam sua estrutura. Lidamos com eles o tempo todo e nem sempre percebemos que eles estão ali no que escrevemos. Veja abaixo os tipos de sujeito e predicado e os exemplos para melhor entendimento.

Sujeito

Sujeito é aquele que na oração realiza ou sofre uma ação ou estado.

Sujeito é o ser de quem se fala,o termo a que se refere o predicado.Caracteriza-se como o termo que rege ou comanda o verbo.

Por exemplo:

Para encontrarmos o sujeito de uma oração, basta fazer uma simples pergunta “ao verbo”: “quem é que”. No caso das orações acima: quem é que socorreu o garoto?

Quem é que está triste hoje? Resposta: Alexandre.

Núcleo do sujeito

Em uma oração,existe sempre um vocábulo de maior importância semântica,em torno do qual giram os demais que com ele se relacionam.A esse termo mais importante da-se o nome de núcleo do sujeito.

O núcleo do sujeito pode ser expresso por:

Tipos de sujeito

Existem 5 tipos de sujeito, eles podem ser simples, composto, implícito, indeterminado e inexistente. Veja cada um deles.

Sujeito Simples

Na análise sintática, todo sujeito apresenta um núcleo (sujeito simples) ou mais que um núcleo (sujeito composto). Núcleo do sujeito é a parte essencial do próprio sujeito.

Exemplo:

O menino Rafael é o sujeito da oração. Rafael é o termo mais importante do sujeito. Rafael é o núcleo do sujeito. Há apenas um núcleo, portanto é um sujeito simples.

Sujeito Composto

Contém dois ou mais núcleos.

Exemplo:

Sujeito da Oração: Rafael e Gustavo. Núcleo do Sujeito: Rafael, Gustavo. Dois núcleos representam um sujeito composto.

Sujeito subentendido, desinencial, implícito, oculto ou elíptico.

Embora nestes casos o sujeito não apareça, qualquer um pode facilmente identificá-lo:

Exemplo:

O pronome nós não aparece, mas pela conjugação do verbo podemos identificar que nós é o sujeito subentendido da oração.

Sujeito Indeterminado

Neste caso, a ação do verbo ocorre, mas não podemos identificar quem é o sujeito. Acontece com verbos na 3ª pessoa do plural ou na 3ª pessoa do plural acompanhados da partícula se.

Exemplo:

Pessoas falaram mal do garoto, houve uma ação, o verbo foi conjugado, mas não podemos identificar o sujeito. Não se sabe como isto aconteceu. Foi praticada uma ação, há um sujeito, mas não sabemos quem é.

Sujeito Inexistente (ou oração sem sujeito)

Em algumas orações o predicado não se refere a nenhum ser. A oração não tem sujeito. O verbo é impessoal e estará sempre na 3ª pessoa do singular. Geralmente são verbos relacionados a fenômenos da natureza (trovejar, ventar, chover, anoitecer...), como também com os verbos haver, fazer, ser quando empregados de maneira impessoal.

Exemplo:

Oração sem sujeito

Oração sem sujeito é aquela orientada por um verbo que não aceita sujeito,os chamados verbos impessoais.

Ocorre nas seguintes circunstâncias:

Predicado

É tudo o que se diz do sujeito da oração.

Exemplo:

Tipos de predicado

Predicado verbal

Expressa uma ação, um acontecimento podendo ter ou não complementos (objeto direto, indireto, complemento nominal ...) , tendo o verbo como núcleo do predicado.

Exemplo:

O núcleo do predicado é o verbo cantou, portanto o predicado é verbal.

Predicado nominal

No predicado nominal, o núcleo é um substantivo, pronome ou um adjetivo, e o verbo é chamado de ligação.

Em negrito são os verbos de ligação. Doente é a principal informação do predicado. Doente é o núcleo do predicado nominal e também o predicativo do sujeito. (dá qualidade, indica o estado do sujeito).

Predicado Verbo-Nominal

Neste predicado há dois núcleos: um verbo e um predicativo do sujeito.

Exemplo:

O sujeito metrô realizou a ação de chegar, verbo intransitivo. Mas também estava atrasado, uma qualidade do sujeito. Então há duas informações importantes no predicado, há dois núcleos, chegou e atrasado.


 
Veja também: